Sunday, February 15, 2015

Japão parte 2: Marui Annex e lojas lolita

Esse post é continuação do post anterior Japan part 1
Posts seguintes: Japão parte 3

Dia seguinte, domingo (10), foi dia de compras e fomos andando para o Marui Annex, em Shinjuku.
Outfit do dia:
Cachecol: vintage
Casaco: Atelier Boz
OP: Innocent World
Meias: Abilletage (comprada na Village Vanguard)
Sapatos e acessórios: offbrand

No caminho passamos por um templo, dia seguinte seria o Seijin no Hi, (traduzido como "dia da maioridade", onde todos os jovens que completam 20 anos participam de uma cerimônia e vão passear em templos XD), por isso no templo haviam várias pessoas vendendo quimonos e também artigos religiosos.
Moça de salmão estava só provando a roupa




(últimas 3 fotos tiradas por Roberto Szatmari, aka Rob)

Dá para considerar o Marui Annex um "shopping" com diversas lojas de marcas alternativas, lolita incluso. Infelizmente não é permitido tirar fotos das lojas, mas diferente dos shoppings convencionais daqui, os de lá não tem vitrine de vidro separando cada marca. É como se fosse um grande salão,  com apenas divisórias LINDAS (ênfase nessa parte, todas as lojas tinham a decoração combinando com o "feel" e conceito de cada marca) separando uma loja da outra.

O sexto e sétimo andares são onde ficam as lojas mais interessantes:


Sexto andar:
  • Alice and the Pirates
  • artherapie
  • h.Naoto
  • Excentrique
  • Emily Temple Cute
  • Jane Marple
  • Putumayo
  • Otomate store
  • Shoes Circle (revendem Yosuke e Queen Bee)

Sétimo andar:
  • Kerashop (revendem diversas marcas lolita como Juliett et Justine, Moitie, Innocent World, Miho Matsuda, entre outras)
  • gouK
  • Baby the Stars Shine Bright
  • Angelic Pretty
  • Metamorphose Temps de Fille
  • Village Vanguard voltada a moda alternativa (loja enorme que vende de tudo, existem diversas em Tokyo e não é a toa, sempre tinha algo para procurar nelas, inclusive foi lá onde comprei Keras e Gothic Lolita Bibles) 
  • Animega 
Source: OIOI

Importante:
Para quem for provar qualquer roupa lá e na maioria das lojas de roupas:
- casacos costumam ser provados fora do provador
- é exigido que os clientes tirem os sapatos para entrar no provador e usem o chamado "face tissue", um tecido descartável e semi-transparente para ser usado no rosto para que sua maquiagem de pobre não estrague nossas brands caríssimas rs Não é tão ruim usar isso, só é ruim enxergar peças pretas
- Em alguns lugares tem lixo para você jogar o face tissue fora, em outros, é só entregar para o vendedor.
- Sempre pergunte ao vendedor se você pode provar a peça (em japonês: kore wo kitte mitemo ii desuka?). Diferente do Brasil, eles tiram o cabide e entregam a peça com o zíper aberto, te poupando tempo. Não só isso como também existem peças que não podem ser provadas, como foi o que aconteceu comigo mais de uma vez na Angelic Pretty, eles não deixam provar peças de malha (cardigans e boleros) já que elas podem alargar e perder forma (gaijin gorda e peituda não vai entrar na minha brand).

De verdade, me decepcionei com a maioria das marcas.
Visitar a Baby de Paris foi um sonho, não sei se a qualidade caiu ou eu que cai na realidade, mas nada parecia tão bom e bonito como eu esperava. Visitei a do Marui e LaForet, encontrei muito poliéster e isso me decepcionou demais. Muitas peças tem um acabamento com cara de barato, perdem todo o ar da elegância e ganham ar de fantasia. Além disso, nem tudo que tem na loja online, tem nas lojas físicas e vice-versa, pode parece óbvio mas sentir isso me deixou decepcionada, não consegui encontrar nem mesmo um headpiece ou wristcuff como eu gostaria.

A Meta não me impressionou, sei como é a qualidade deles e foi bem o esperado, com as peças sendo menos interessantes ao vivo.

E para a minha surpresa, me apaixonei de novo pela Angelic Pretty, o acabamento é tão outro nível que eu queria até as peças em rosa.
Foi exatamente o que senti nos últimos anos, deixei de gostar tanto de Baby, Aatp e Meta, na maior parte dos casos, a qualidade não é tão incrível como outras marcas por conta do acabamento.
Provei duas saias, a Lucky Key em vermelho, que não me serviu, e a saia high waist da Mercator Antique Shop em preto que me serviu, comprei ela. Eu apaixonei por essa print e fiquei muito feliz por ainda ter peças a venda, em todas as cores, diferente da loja online que só tinha em lilás.

Jane Marple e Excentrique foram outras marcas que me impressionaram pela qualidade e beleza das peças, queria tudo, pena que era pequeno demais e caro demais.

Passei mais tempo na Kera shop, por terem uma variedade de marcas. Comprei a saia Antique Cross da Triple Fortune, queria ter escolhido tights dessa marca ou da Juliett et Justinne mas não consegui decidir qual e acabei não levando nenhuma. Não gostei tanto de Miho Matsuda como eu gostava vendo as peças online e Victorian Maiden foi bem o esperado, elegante porém simples e minúsculo, tudo minúsculo.

Minhas compras

Pegamos metrô e fomos encontrar com a Liz, amiga do Rob que conheci no Decabar.



Anúncios de animes da temporada no caminho

Encontramos a Liz já pela tarde no Lumine de Ikebukuro e fomos para um restaurante chamado Bitter Sweets Buffet de "coma o quanto conseguir" (tabehoudai) de, principalmente, doces. Uma pena que eu não só estava exausta de Jet lag (esse foi o pior dia), como também estava sofrendo de sintomas de intolerância a lactose e não só não estava com muito apetite como também estava cansada demais para conseguir manter uma conversa. Sorry Liz! >_< Ainda assim ela foi super simpática e compreensiva <3
Depois disso, ela nos convidou para conhecer a casa dela e lá nós trocamos omiyages (presentes). Nós optamos por produtos artesanais, levando em consideração que ela gosta de Liz Lisa xD Compramos uma pulseira de capim dourado e outra de pedras rosa claro. Considerando que ela também gosta de facas, o Rob escolheu uma faca decorada com temas indígenas, ela meio assustadora mas a Liz adorou <3

Da Liz eu ganhei um conjunto super fofo de bento box com temática de chapéuzinho vermelho e uma pulseira da Juicy Culture, dessas que você compra pingentes para ir customizando. Ela tem uma igual e até me deu o primeiro pingente, que era um dos dela! Meu coração derreteu de tanto amor <3

Os potes lembram uma matryoshka, Bia gordinha não tem como passar fome assim!




Dia seguinte foi um dia de muitas fotos, por isso vai ficar para outro post.

Esse post é continuação do post anterior Japan part 1
Posts seguintes: Japão parte 3

No comments:

Post a Comment